Escolha uma Página

E aí pessoal tudo bem? Andei um pouco afastado aqui do blog mas foi por uma boa causa, estava em São Paulo fazendo as gravações do meu curso de lettering que brevemente estará disponível para aqueles que quiserem aprender sobre o universo das letras personalizadas.

Mas agora estou de volta com força total. E hoje estou aqui para falar sobre um tema que foi sugerido por uma leitora que se identificou apenas como Bettinix que queria saber um pouco mais sobre o tão temido “bloqueio criativo“.

Esse é um dos temas mais abordados dentro do universo do design, afinal de contas todo mundo em algum momento já se deparou com a situação de não ter nenhuma ideia ou solução para um determinado projeto.

Eu particularmente não vejo o bloqueio criativo com todo esse medo ou importância que a maioria dos estudantes de design tem pois acredito que vencer esse bloqueio é bem mais fácil do que se imagina.

Graphic designer sitting at the desk and using computer --- Image by © Mika/Corbis

Graphic designer sitting at the desk and using computer — Image by © Mika/Corbis

Mas antes de eu começar a falar mais sobre o bloqueio criativo é importante entendermos o que ele é. Bloqueio criativo é quando o designer não consegue criar ou manter o desenvolvimento de um determinado projeto.

É quando novas ideias não surgem e consequentemente você não consegue finalizar aquele projeto com uma solução criativa ou mesmo correta. Basicamente essa é a definição popular do que seria o bloqueio criativo.

Alguns fatores podem acabar sendo decisivos para que você não consiga criar ou desenvolver um projeto, podem ser fatores emocionais, psicológicos e até mesmo físicos.

Entre esses fatores podemos incluir stress, doenças, preocupações financeiras, distrações etc. É importante deixar claro que essas coisas atrapalham qualquer profissional em qualquer área mas quando se trabalha com criatividade são capazes de impedir qualquer progresso rumo à solução.

Essas seriam então as principais causas do bloqueio criativo e também uma das razões de eu não acreditar que bloqueio de fato exista.

Rafael você não acredita em bloqueio criativo?

Sendo bem sincero, NÂO e vou explicar por que. Primeiramente, como eu já disse os fatores que citei anteriormente e que normalmente atribuímos ao bloqueio criativo são capazes de impedir a boa execução do trabalho de qualquer profissional em qualquer área.

Porém quando se trabalha com a criatividade isso é pior pois a sua mente precisa estar equilibrada e tranquila para conseguir produzir e criar, o que é muito difícil quando se está doente, estressado, com raiva ou preocupado com algum elemento de fora do trabalho como um familiar doente por exemplo.

Por isso não considero que isso seja um bloqueio criativo, algo que só acontece em nossa profissão, uma doença ou coisa que pode acabar te pegando um dia (como muitas pessoas tratam). Vejo isso mais como um impedimento comum do dia a dia.

Qual a solução para isso?

Se você não está conseguindo criar por conta de algum desses motivos que estou mencionando a dica que posso dar é: procure investir seu tempo de trabalho em algo mais “braçal” e que não dependa tanto de criatividade.

Um exemplo que posso dar da minha própria experiência profissional é que quando minha mente não está bem para criar eu me dedico à algum outro projeto de outro cliente e que esteja em uma fase que não necessite de criatividade como uma vetorização, uma colorização, edição de imagem etc.

Caso você seja como eu e trabalhe como freelancer e tenha o opção de fazer o seu próprio horário eu recomendo também que tente eliminar ou resolver aquele problema que está de alguma forma tirando sua concentração.

Se estou preocupado com alguma coisa ou estressado, normalmente faço uma pausa e jogo um pouco de vídeo game, fico ali por uma hora e depois volto ao trabalho normalmente mais tranquilo já que coloquei a minha mente para relaxar ao invés de forçá-la a trabalhar.

O outro tipo de bloqueio

Outro tipo de bloqueio que não vou chamar de bloqueio criativo, embora muitos designers também o tratem como bloqueio criativo, é quando você não consegue criar novos caminhos para a solução de um problema.

Isso pode acontecer quando você está desenvolvendo uma marca, quando está organizando as informações de um cartaz, quando está diagramando uma revista etc.

Isso é extremamente normal, tem um momento em que as ideias param de fluir naturalmente, é nessa hora que você precisa escolher que caminho irá seguir para que sua mente se mantenha criativa, vamos à elas:

Alimente seu cérebro

se você chegou nesse ponto da criação e não quer parar de criar e elaborar novas ideias, o jeito é alimentar o seu cérebro com novas referências.

Busque referências visuais (não apenas na internet), normalmente se isso acontece comigo eu pego um dos meus livros de referências e dou uma olhada nelas, gosto de olhar desenhos, ilustrações, fotografias, outros projetos, enfim, dessa forma o seu cérebro consegue ter novas referências e trabalhar em cima delas.

Uma outra alternativa é utilizar algumas das técnicas que auxiliam na criação e desenvolvimento de projetos como as que eu apresentei na minha série de artigos no Choco La Design falando sobre ferramentas de criação.

Essas ferramentas dão um ótimo suporte para que sua mente consiga tirar novas ideias à partir de elementos que estão bem na sua frente e que podem ser listados e organizados.

Descanse sua mente

Uma outra solução bem comum e bastante conhecida por quem trabalha com criatividade é deixar aquele problema um pouco de lado e deixar que sua mente trabalhe nele de forma inconsciente.

Acredito que já deve ter acontecido com você pelo menos uma vez de encontrar a solução para um projeto quando não estava pensando nele.

Caso seja possível faça isso, se não conseguir mais criar novas opções para um projeto, deixe ele temporariamente de lado e vá fazer outra coisa, ver um filme, ler um livro, jogar futebol com os amigos etc.

Deixe que a sua mente se distraia com alguma outra coisa e quando você voltar a dedicar tempo naquele projeto você verá que seu cérebro estará com ideias novas.

Concluindo

Trabalhar com criação é realmente algo que exige bastante de nós e principalmente uma mente preparada e em equilíbrio, agora você já sabe um pouco mais sobre a minha opinião sobre esse tal de bloqueio criativo.

Acredito que daqui para a frente você já não terá mais tanto medo dele agora que sabe como livrar a sua mente das distrações do cotidiano e como driblar aquela falta de ideias que é normal no processo de criação.

E se você gostou desse post não se esqueça de curtir e de compartilhar ele nas suas redes sociais, não vai te tomar muito tempo e ajuda bastante o Design Zero Um a crescer.

E você já curtiu nossa página no Facebook? Se não, deixa o seu like na nossa página clicando AQUI.

E se você quiser acompanhar o meu trabalho você pode fazer isso através do meu perfil no Instagram e também no meu portfólio no Behance, me segue lá.