Escolha uma Página

Quando apresentamos nossos projetos para a avaliação dos professores somos fuzilados por uma série de perguntas que visam apontar as falhas de nosso projeto e assim podermos encontrar as soluções para essas falhas. A quantas dessas perguntas o seu projeto consegue resistir?

Estava lendo um artigo escrito por um dos meus antigos professores de arquitetura em que ele fala sobre as perguntas que devemos nos fazer antes de apresentar o projeto arquitetônico para a avaliação do professor, percebi que algumas daquelas perguntas poderiam também ser aplicadas facilmente ao design.

Me baseei portanto nesse artigo do meu professor para escrever essa versão para designers onde vou apresentar algumas das perguntas que devemos nos fazer antes de apresentar nosso projeto para ser avaliado pelo professor na faculdade e até mesmo antes de uma avaliação por um cliente.

Portrait of young businesswoman holding blackboard with question marks

Essas perguntas vão nos ajudar a ver em que nível está nosso projeto pois são questionamentos elementares que qualquer um pode fazer a si mesmo e assim conseguir avaliar a qualidade do seu projeto antes mesmo da consultoria junto ao professor. Seu projeto consegue responder de forma positiva a essas perguntas? Vamos a elas.

Seu projeto o satisfaz?

Essa pra mim é uma das perguntas mais profundas que podemos nos fazer com relação a nosso projeto pois muitas vezes acabamos por entregar projetos com o qual não estamos satisfeitos e que não queremos nem sequer olhar.

Parece engraçado mas muitos estudantes de design apresentam projetos que não agradam nem a eles mesmo. Somos o primeiro medidor da qualidade de nosso projeto, se ele não está agradando nem ao próprio criador que dirá outra pessoa que o esteja avaliando.

Seu projeto atende às normas técnicas?

Muitas vezes nos esquecemos das normas técnicas em nossos projetos e acabamos por projetar peças que podem até ser bonitas mas não são funcionais. Lembre-se disso: Todas as peças de design devem seguir a especificações técnicas.

Quando digo especificações técnicas me refiro a tamanhos padronizados, locais de aplicação, legislação etc. Certa vez tive que projetar na faculdade uma série de cartões postais, não somente eu mas toda a minha turma não sabia que existiam regras do correio para cartões postais como tamanhos, sangrias e até mesmo o tamanho e localização dos quadradinhos para colocar o CEP.

Seu projeto leva em consideração o local onde será visualizado?

O local em que o seu projeto será visualizado é algo extremamente importante de ser levado em consideração quando estiver projetando uma peça de design, isso porque para cada meio de divulgação da sua peça haverá fatores específicos que irão influenciar em seu projeto.

O projeto de um fôlder para um show de rock por exemplo permite uma quantidade maior de informações do que um outdoor em uma rua movimentada, isso porque no caso do outdoor a mensagem deve ser passada de forma clara e objetiva, por isso existe nele a necessidade de selecionar as informações mais importantes a serem absorvidas pelo observador.

Seu projeto cumpre aquilo que dele se espera?

Não podemos esquecer que uma peça de design sempre tem uma função e o seu projeto portanto deve fazer com que a sua peça cumpra com essa função. A função de uma peça vai ajudar a determinar vários elementos importantes nela como tipografia, cores e linguagem.

Quando estiver projetando tenha sempre em mente o objetivo da sua peça ou layout e pergunte-se constantemente se aquele layout está cumprindo o seu propósito, seja de informar algo ou de levar o observador/usuário a realizar uma determinada ação.

Lights making question mark

Seu projeto aceita os materiais em que será produzido?

Um erro comum de cometermos quando estamos aprendendo na faculdade é elaborar peças sem levar em consideração o material com que ela será produzida ou onde será aplicada. Um exemplo disso é finalizar o projeto com cores que só existem na escala RGB sem levar em consideração que o projeto será impresso.

É importante lembrar que o computador aceita tudo, porém quando se trata da produção de uma peça gráfica ou produto é extremamente importante levar em consideração o material que vai constituir a peça ou em que ela será aplicada.

Seu projeto é executável?

Essa é uma das questões mais básicas pois não dá pra projetar sem levar em consideração se é possível a produção do seu projeto. Quando me refiro a produção de uma determinada peça de design é importante lembrar que muitas vezes essa produção vai depender de questões financeiras.

De nada adianta projetar uma peça feita para ser executada em um material que o seu cliente não pode pagar, isso é um dos fatores que podem impedir a execução ou produção do seu projeto, portanto tenha sempre em mente as possibilidades de execução da sua peça bem como formas alternativas de ela ser produzida.

Seu projeto é o melhor que você pode fazer no momento?

Não tem outro jeito de se destacar no mercado do design senão com muito empenho e fazendo o seu melhor em cada projeto. Infelizmente nem sempre é assim que acontece em nossos trabalhos e isso acaba gerando falhas de layout ou diagramação, entre outras.

Se você tem plena convicção de que fez o seu melhor então é bem provável que seu projeto esteja no caminho certo pois assim você vai buscar se esforçar cada vez mais para fazer melhor e como consequência vai desenvolver mais ainda a sua técnica.

É claro que existem muito outros fatores que devem ser levados em consideração quando estamos projetando em busca de uma solução, fatores como diagramação, tipografia, legibilidade etc. também devem ser consideradas, porém o propósito desse artigo é ajudar os estudantes de design a resolverem questões mais básicas e que acabam sendo a “pedra de tropeço” de muitos iniciantes.

E aí? A quantas perguntas o seu projeto resiste? Espero que vocês tenham gostado do post de hoje e que possa ajudar vocês de alguma forma, se você tiver algum comentário fique à vontade pra compartilhar. Um abraço e até a próxima.

Crédito das imagens: capa – Businessman with Question Marks Over HeadPortrait of young businesswoman holding blackboard with question marksLights making question mark via Corbis.